• 12 MAI 14
    • 0

    Dor pélvica

    Uma das grandes causas que levam a mulher a consultar seu ginecologista é a dor pélvica ou dor no baixo abdomem.
    É muito importante caracterizar a dor, se é tipo cólica (dói e passa), tipo pontada ou agulhada, tipo queimação, se tem irradiação para as costas ou pernas, se só dói em determinados dias do ciclo, se aumenta com a relação sexual, e outros aspectos. Para o médico, é muito importante estas informações, pois juntamente com o exame que será realizado, ele melhor poderá estabelecer suas hipóteses diagnosticas (prováveis causas da dor), para posteriormente realizar o tratamento. Portanto nunca é demais relatar da melhor forma os diferentes aspectos da dor, no momento da consulta.

    Dor é um sinal de alarme, que algo não está bem, e que necessita ser investigado e tratado.

    Na mulher, as duas maiores causas de dor pélvica são as Infecções Pélvicas e a Endometriose.

    Diferentemente que no homem, a pelve feminina é mais propensa as infecções. Na mulher temos uma comunicação entre o meio externo e o interior do abdomem, comunicação está que é formada pela vagina, útero, trompas, os quais são estruturas “ocas” e em comunicação. Assim uma bactéria pode passar pela vagina, atingir o interior do útero, migrar pelo interior das trompas, e atingir a cavidade abdominal, e desta forma, provocar infecções nestes órgãos. Felizmente, o organismo feminino possue uma série de mecanismos (barreiras) para evitar que isto aconteça, porém na falha de qualquer uma destes, a infecção pode acontecer. Outro aspecto, diz respeito a contaminação através da relação sexual, neste caso, as infecções sexualmente transmissíveis ou DST, que são na verdade, o tipo de infecções mais freqüentes na mulher. Infecção traz dor, e se não for corretamente diagnóstica e tratada, poderá provocar aderências, que constitui-se outra causa de dor pélvica.

    A Endometriose tem sido cada vez mais diagnóstica como causa de dor feminina. Estudos mostram que 30 a 50% dos casos de dor pélvica são motivados por esta doença. Mas o que é Endometriose?

    Assim, dor pélvica que se mantém, é sintoma que necessita ser investigado e tratado.

    Deixe um comentário →