• 14 JUN 14
    • 0
    Infertilidade

    Infertilidade

    Entendemos por infértil, aquele casal que está tentando uma gestação a mais de um ano e, mesmo tendo uma freqüência sexual de três relações por semana, a gestação não ocorre. Infelizmente, tal situação ocorre numa freqüência cada vez maior chegando a até 30% dos casais.
    O tratamento da infertilidade, em função de nossa formação de pós-graduação, a qual foi realizada na Inglaterra, sempre foi nossa maior atividade. Temos como característica, não tratar nenhum casal, sem uma completa investigação. É estudando todo o aparelho reprodutor da mulher, é que poderemos encontrar a(s) causa(s), que estão impedindo a mulher de engravidar. Realizada a investigação, passamos para a fase seguinte, o tratamento.
    As principais causas de Infertilidade Feminina em nosso Centro são:

    • Endometriose: Depois que introduzimos a Videolaparoscopia como método de rotina, em 1982, a Endometriose passou a ocupar em torno de 40% das causas de Infertilidade Feminina. Infelizmente, esta patologia deve ser sempre lembrada, quando uma paciente tem dificuldades de engravidar.
    • Patologias nas trompas: As trompas uterinas apresentam um papel fundamental no transporte dos espermatozóides, óvulo e ovo. Para que realizem esta função devem estar íntegras, livre de aderências, obstruções e inflamações. A Histerosalpingografia e a Videolaparoscopia são os exames realizados para a avaliação das trompas e os problemas tubários mais encontrados são as Aderências Tubárias e os Processos Inflamatórios.
    • Infecções pélvicas: Tanto na mulher como no homem, são processos inflamatórios, que na maioria das vezes, como não apresentam sintomas característicos, não são detectados e tratados, produzindo ao longo do tempo problemas de dano na função tubária e uterina e no homem, prejuízos na produção de espermatozóides (espermatogênese).
    • Anovulação (falta de ovulações).
    • Incompatibilidade entre muco cervical e espermatozóide.
    • Sêmem de baixa fertilidade.
    • Insuficiência de Corpo Lúteo.

    As principais formas de tratamento para Infertilidade por nós realizadas são:

    • Cirurgia Videolaparoscópica para tratamento da:
      • Endometriose.
      • Patologias Tubárias.
      • Miomectomias (retirada de Miomas)
      • Lise de aderências.
    • Inseminação artificial para tratamento de distúrbios entre muco cervical e sêmem.
    • Indução da Ovulação.
    • Outras…

    Nossa experiência tem mostrado uma taxa global de gestação em 64% das pacientes que nos procuram, e que realizam a investigação por nós adotada. Esta é o principal motivo, que sempre investigamos todas nossas pacientes, antes de preconizar qualquer tipo de tratamento.

    Quando uma paciente deverá ser encaminhada para um Serviço de Fertilização Assistida ou “ Fertilização In Vitro” ?

    1. Toda vez que um casal for suficientemente investigado das causas da infertilidade e for evidenciado problemas que não existam soluções com tratamento clínico ou cirúrgico.
    2. Sempre que um tratamento clínico ou cirúrgico, oferecer chances menores que 40% de sucesso.
    3. Quando após tentado um tratamento cirúrgico, o mesmo não tenha comprovadamente mostrado resultados, após seis meses de tentativas.

    Infelizmente, ainda em todo o mundo, a Fertilização Assistida, considerando todas as técnicas, oferece uma chance real de sucesso em torno de 35% dos casos. Tem um custo elevado por tentativa (de 3000 e 6000 reais, dependendo da técnica a ser utilizada, dos medicamentos necessários e do serviço) e é um procedimento não curativo, ou seja, uma vez realizado, se não houve êxito, deve ser repetido.

    Devido a estes aspectos, um casal só deve ser indicado a este tipo de tratamento, após ter sido avaliado e investigado, para ver a real necessidade de indicação para o uso das técnicas de Fertilização Assistida.

    Deixe um comentário →