• 15 JUN 14
    • 0

    Psicologia na saúde da mulher

    A saúde da mulher é uma área que vem sendo trabalhada por diversos profissionais. A Psicologia da Saúde é responsável pelo entendimento e auxílio do desequilíbrio físico e emocional de cada sujeito, levando sempre em consideração a história de vida de cada um. Preocupa-se com a relação dos aspectos emocionais com os físicos, o que se torna muito evidente no campo da ginecologia e da obstetrícia.

    Os centros de atendimento à mulher devem estar sempre atentos as outras necessidades, além das relacionadas ao campo orgânico e reprodutivo. É de extrema importância considerar a mulher de forma integrada, atendendo tanto aspectos físicos, afetivos e sociais. Sem dúvida, os problemas físicos relatados pelas mulheres necessitam de uma atenção especial, pois estes sintomas orgânicos podem estar influenciando outros âmbitos na vida da mulher.

    Em situações específicas como a infertilidade, as questões emocionais podem estar envolvidas. Considera-se que corpo e mente são entrelaçados, sendo influenciados mutuamente o que também pode estar relacionado à dificuldade de engravidar. Essa ligação é agente tanto na causa como na conseqüência do processo saúde-doença, sendo uma tarefa impossível dissociar os aspectos emocionais dos físicos.

    A mulher passa e passou por diferentes transformações nos últimos tempos, tanto no que se refere aos aspectos profissionais, culturais e familiares. Antes não era comum tratar de saúde emocional, complicações psicológicas, depressão, psicossomática ou dificuldades emocionais influenciando as questões sexuais. Mas atualmente esses temas são frequentemente motivo de busca de psicoterapia , sendo algo que privilegia o bem-estar, qualidade de vida e auto-conhecimento da mulher.

    A psicologia nesse contexto, atua também no campo de saúde reprodutiva privilegiando aspectos referentes à psicologia feminina. No Centro de Medicina trabalha-se com prevenção, psicoterapia, e tratamento clínico, sob a orientação da teoria psicanalítica. Presta-se assistência psicológica às pacientes com dificuldades emocionais, doenças ginecológicas, com dificuldades sobre sexualidade, fertilidade, no planejamento familiar, gestantes durante o período pré-natal, parto e puerpério e mulheres com câncer de mama ou ginecológico.

    Luciana Balestrin Redivo
    Psicóloga, psicoterapeuta, CRP 07/13816
    Centro de Medicia Reprodutiva Dr. Carlos Isaia Filho

    Deixe um comentário →